segunda-feira, 12 de setembro de 2005

InterRail 2005, Sinaia, Brasov (6ºdia)

Esta manha era suposto acordamos cedo (6 a.m.) para apanhar o comboio para Sinaia. Falhamos! A Karen esqueceu-se de acertar o relogio para GMT+2, por isso acordamos 1 hora mais tarde. Mas ja tinhamos as mochilas prontas para partir, logo ainda conseguimos apanhar o comboio seguinte.

Chegados a Sinaia, voltamos a repetir o mesmo procedimento, colocar as mochilas nos "lockers" da estacao. Mas para nossa surpresa, quando chegamos a sala para as deixar, mandaram-nos embora com um "no no no". ESTAVAM EM GREVE!!! E agora ? Nao podiamos ir passear para o meio do monte a' procura do Castelo com 35Kg as costas.

Encontramos um casal alemao e canadiano e fomos com eles procurar um Hotel e pedir para deixar la a mala por umas horas. Nao houve problema.

Fomos visitar o Castelo de Peles, que era a residencia de Verao de um rei ca da Romenia. Este tipo era um bacano porque se entretinha a empalar quem nao gostava. Chegou ao requinte de ter evoluido a tecnica de forma ao desgracado sobreviver uns dois dias antes de morrer de sofrimento ...

Chegados ao Castelo estava fechado. Era segunda feira. Mas apos um choradinho da Karen que so as miudas conseguem fazer, la os vigilantes deixaram-nos entrar para visitar os jardins do castelo e nos aproximar o suficiente para tirar umas fotos. Ate tivemos direito a visita guiada em italiano. Nesse castelo esta guardao alguns tesouros da Romenia. Aquilo tinha militares em todo lado a tomar conta do sitio. O acesso ao interior do castelo esta interdito e so com permissao do ministerio da cultura local se pode entrar la dentro. No fim demos uma pequena gratificacao de 15 Leis ao homem.

Apos um almoco num restaurante, fomos buscar as mochilas (mais uma gratificao ao porteiro do Hotel) e dirigimos para a estacao. Eram as despedidas da Karen. Ela ia voltar para Bucareste para o inicio de um tour pela europa de leste, enquanto nos iamos para Brasov. A rapariga era impecavel e sempre boa "conversadora" ... vai deixar saudades.

Chegados a Brasov, ja sabiamos onde dirigir porque trouxemos o mapa de uma pousada local e ja tinhamos feito a reserva do quarto.

A noite so tivemos tempo de fazer umas comprinhas para esta noite ... Vodka ... e para o dia seguinte! A conta foi uns 16 Leis e claro tava a dar confusao em como pagar aquilo. Acabei por abrir a carteira a' rapariga da caixa e deixei-a escolher as notas para pagar a conta. Claro que verifiquei depois. Mas isto e' mesmo tudo boa gente para estes lados.