quarta-feira, 14 de setembro de 2005

InterRail 2005, Bucareste (8ºdia)

Esta manha tivemos uma agradevel surpresa. Estavamos nos mais uma vez viciados na Net quando veio ter connosco um bacano Tuga ... o primeiro deste o inicio da viagem. E' o Carlos de Lisboa e ja com os seu 40 aninhos mas bem conservados. Ele deu a dica que os nossos conterraneos andam pela Italia e pela Grecia a apanhar ainda mais Sol.

Hoje foi um dia para esquecer. Nao deu para visitar nada porque nao parava de chover. Acabei por ir libertar espaco no SD card da maq. fotografica e passar para CD. Os xulos cobraram-me 15 euros mas ao menos podia voltar a tirar fotos a' vontade.

Acabamos por ficar pela pousada no convivio com o Carlos e com a estrageirada la do sitio, enquanto faziamos horas para partir de comboio.

Chegou a hora e fomos para estacao. Chegamos la e tivemos uma surpresa. O comboio vindo de Moscovo estava atrasado 4h por causa de umas cheias que houve semanas antes e que fizeram desviar os comboios vindos da Ucrania para outras linhas na Romenia.

Bem pelo menos enquanto esperavamos deu para recuperar o diario de bordo e apreciar as torres da selecao de volei feminino da Romenia. Pela quantidade de palmadinhas nos rabos que dao umas as outras desconfio que aquilo deve ser mais que amizade ... !!!

Quando soubemos qual a plataforma de embarque, dirigimos-nos logo para la para escolher o melhor lugar no comboio. Na plataforma havia um movimento estranho de pessoas e caixotes. Eram uns 30 pessoas de etenia cigana que andavam num corropio a transportar caixotes de cartao e tapetes para a plataforma.

O comboio chega lentamente a plataforma. Nesse momento uns 15 ciganos entram para uma das composicoes ainda em movimento. Passado alguns segundos, TODAS as janelas desse vagao sao abertas. No instante seguinte a metada da equipa que estava em terra comeca a atirar os caixotes e tapetes para dentro do vagao. Nesta altura o comboio ainda nao tinha parado por completo na gare.

Entramos dentro desse mesmo vagao confiantes que os nossos lugares estavam assegurados pela reserva. Engano!!! O nosso compartimento ja' tinha tapetes ate a altura da cintura. O cigano la' dentro da um berro qualquer e aponta para o comportamento seguinte. Fomos logo para la' pq esse estava vazio e sem ninguem. Entretanto continuavam a entrar caixotes a um ritmo alucinante pelas janelas e tambem a passar pelo corredor do comboio. Para alem de nos havia tb um romeno na mesma situacao. Perguntamos o que se passava e ele simplesmente disse: CONTRABANDO para a Bulgaria!!! Nesta altura comecamos a ver a vida a correr para tras ... isto seria uma viagem mesmo longa.

Mal o comboio entrou em movimento, dois ciganos sentaram-se logo ao nosso lado e colocaram as patas em cima do banco em frente dos ambos e comecaram a dormitar ... A mensagem era clara ... nao deviamos sair do compartimento para nossa seguranca.

Entretantam passam os revisores dos bilhetes pelo corredor e olham para nos ... olham entre si e seguem ... Estavam comprados!

Fizemosa viagem sem "pregar a olho". O cheiro a suor dos gajos tambem incomodava o suficiente para nos manter alerta. Mantivemos entretidos a falar em com Mihail, o desgracado do romeno que fazia a mesma viagem que nos. Ele ja tinha uma ideia do que ia ser a viagem, mas por motivos pessoais nao a pode fazer no mais que recomendavel automovel proprio.

Chegamos a fronteira por volta das 2 am. Ainda na parte da Romenia entram os guardas da alfandega. Vao ao nosso compartimento, pegam logo no nossos passaportes e vao se embora. Porra! Querem ver que ficamos sem eles? Mas passado uns 30 minutos de ansiedade, um cigano aparece por la' e atiranos para os lugares os passaportes ... Os guardas romenos tambem estavam comprados!!!

O comboio avanca para a parte Bulgara e para logo na primeira estacao. De repente ... todos os ciganos explodem num ritmo frenetico para retirar a "mercadoria" de dentro, outra vez pelas janelas. Os guradas bulgaros passeavam pela estacao com metrelhadoras ao ombro mas ignoravam por completo o rebolisso ... Estavam comprados!

Por fim, apos uns 10 minutos. O comboio fica vazio. So ficamos 3 no compartimento. Dou logo uma vista de olhos e toda a gente tinha desaparecido! Estas horas tinham sido memoraveis ... mas nao repito, obrigado!